AUDIÊNCIA COM O PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA NESTA DATA (14/05).

AUDIÊNCIA COM O PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA NESTA DATA (14/05).

Em audiência com o Presidente do Tribunal de Justiça nesta data, com a participação dos representantes da AESC, ACOJ, ACOIJ, ATJ e ACAPEJE, o Des. Rodrigo Collaço, acompanhado dos Juízes Laudenir, Rafael e Juíza Carolina informou que irá cumprir integralmente a reposição da data-base/2019, utilizando o índice do IPCA em 4.94% (quatro virgula noventa e quatro por cento).

Os valores serão pagos através de folha suplementar com previsão para o dia 28/05.

Todos os benefícios serão implantados a partir do mês de maio/19.

Na oportunidade informou ainda que irá reajustar o auxílio-saúde, auxilio-médico-social e auxílio-creche utilizando em todos os índices do IPCA.

A reposição do auxílio-saúde e a data base serão levados à apreciação do Tribunal Pleno/Órgão Especial na data de 15/05 e os auxílios médico-social e creche serão efetivados por Resolução do Gabinete da Presidência.

São quatro reposições que irão incidir diretamente nos vencimentos dos servidores.

Auxilio-saúde:

A Administração irá conceder o reajuste do auxílio-saúde usando o índice do IPCA acumulado desde o mês de fevereiro de 2018.

O percentual a ser fixado será de 5,6% (cinco vírgula seis) sobre a atual tabela.

O último reajuste do auxílio-saúde ocorreu no mês de fevereiro de 2.018, através da Resolução TJ n. 1 de 21 de fevereiro de 2018, que alterou o anexo único, fixando os seguintes valores:

Faixa Etária Valor Máximo (valor atual sem atualização)

60 anos ou mais R$ 375,82 // 50 a 59 anos R$ 313,19 // 40 a 49 anos R$ 250,55 // 30 a 39 anos R$ 187,91 // Até 29 anos R$ 125,27.

Auxílio-creche:

O auxíliocreche, informou o Presidente Colaço, será reajustado com base no IPCA.

Sobre os valores atuais de R$ 500,00 (quinhentos reais) incidirá o percentual de 30,46% (trinta vírgula quarenta e seis por cento). 

A última reposição do auxílio-creche ocorreu através da Resolução GP 37, de 25 de novembro de 2014, com o valor de R$ 500,00 (quinhentos reais) e está sem reajuste até esta data.

Assistência-Médico-Social

Os valores da Assistência Médico-Social, implantados em 31/10/2016, iniciou com o valor de R$ 500,00 (quinhentos reais), através da Res. 52/2016 e destina-se aos aposentados.

A última reposição ocorreu em 7 de novembro de 2017, através da Res. GP 42, de 7 de novembro de 2017.

Os valores serão reajustados pelo índice do IPCA com o percentual de 7,12% (sete virgula setenta e dois).

Auxílio-alimentação:

A Administração está estudando o impacto financeiro da arrecadação, em caso de aprovação do projeto de lei que tramita na ALESC para reduzir o ´duodécimo` e no mês de junho dará a resposta sobre a recomposição do auxilio-alimentação

A última reposição dos valores do auxílio-alimentação ocorreu no ano de 2015, através da Resolução GP-24, de 24 de junho de 2.015.

Excepcionalmente as Resoluções GP-18/2017, GP 23/2017 e GP-30 concederam provisoriamente, em poucos meses, aumento dos valores do auxílio-alimentação.

A Presidência atende ao requerimento formulado pela AESC, ACASPJ – Associação Catarinense dos Assistentes Sociais do Poder Judiciário, SINDOJUS – Sindicato dos Oficiais de Justiça Avaliadores de Santa Catarina ACOIJ – Associação Catarinense dos Oficiais da Infância, e Juventude ASTJACAPEJE, Associação dos Servidores do Tribunal de Justiça do Estado de Santa Catarina ATJ – Associação dos Técnicos Jurídicos, nos autos de SPA 22864/2018 para efetivar a recomposição dos valores.

Promoções:

Os atos de promoções do primeiro semestre de 2019 serão publicados até o final do mês de maio de 2019 e as promoções implantadas na folha de pagamento do mês de junho deste ano.

Banco de horas para cursos de aperfeiçoamento:

Os autos de processo administrativo visando a criação de um banco de horas para cursos visando as promoções por aperfeiçoamento está concluído de dependerá de envio de projeto de lei à ALESC, o que ocorrerá com brevidade afirmou o Presidente.

Remoções:

O Tribunal irá abrir editais de remoções para suprir a falta daqueles que obtiveram a aposentadoria com a maior brevidade, afirmou o Presidente.

Está comprovado que a verdadeira união de todos em prol do bem comum é o caminho a ser seguido, sempre com os Servidores em Primeiro Lugar, afirmou Mauri, Presidente da AESC.

Administrador